Que tal uma planilha eletrônica portátil para o controle financeiro da sua empresa?

planilha eletrônica

Entrar em certas empresas é como um mergulho no túnel do tempo. Contas a pagar e contas a receber misturadas sobre a mesa. Se abrirmos uma gaveta, corremos o risco de encontrar outras, algumas liquidadas, outras vencidas. Outras pessoas, julgando-se mais organizadas, penduram um painel na parede e vão espetando as contas aqui e ali, misturadas a cartões de clientes, fornecedores, parceiros. No fundo, trata-se do mesmo conceito, um em perspectiva horizontal e o outro na vertical, mas seja qual for a posição escolhida, o resultado é o caos total. O sujeito nunca está certo se pagou ou não uma conta, não tem certeza se tem recebido tudo o que os clientes lhe devem, se o faturamento desse mês será suficiente para sobreviver até o mês seguinte.

Avancemos algumas décadas rumo ao futuro e, com um pouco de sorte, o nosso amigo empresário provavelmente terá feito alguns avanços tecnológicos destinados a melhorar o desempenho do seu negócio. Sim, recentemente ele comprou o seu primeiro computador. A sua mesa – ou a sua parede, dependendo do estilo que ele vinha adotando até aqui – tem um ar mais organizado e limpo. Agora ele utiliza uma planilha eletrônica, um programa do tipo Microsoft Excel por exemplo, para enumerar as suas receitas e as suas despesas de uma forma lógica, e ser capaz de formular um mínimo de projeções futuras que lhe permitam ter uma ideia da situação do seu negócio na próxima semana, no próximo mês, no próximo trimestre, no próximo semestre, no próximo ano.

Leia também:  Lançamento de fluxo de caixa: conceitos importantes que toda empresa deve saber

Ela agora começa a familiarizar-se com novos conceitos importantes, como renda líquida, e já sabe distinguir a diferença entre lucro e fluxos de caixa positivos ou negativos, que o simples fato de ser o proprietário de um negócio lucrativo não significa que ele esteja protegido contra problemas de liquidez capazes de tirá-lo do mercado a médio, ou mesmo a curto prazo.

O empreendedor verdadeiramente dinâmico nunca está satisfeito com a situação presente, por melhor que ela seja. Ele busca o tempo todo formas de melhorar, não apenas aquilo que funciona mal, mas também coisas que já funcionam bem, para que funcionem ainda melhor. A planilha eletrônica que tanto simplificou a sua vida poderia servi-lo bem melhor se não estivesse presa a um pesado computador, e ele pudesse levá-la no bolso por toda a parte, não apenas para consultas, mas também para atualizações em tempo real, quando estiver negociando um empréstimo bancário, entrevistando-se com um investidor potencial, estudando prazos de pagamentos com seus fornecedores ou com seus clientes.

A boa notícia é que a planilha eletrônica portátil descrita acima já é uma realidade, e já faz parte do dia a dia de um grande número de empresários que não podem ficar grudados em sua mesa o dia inteiro. Esse tipo de controle financeiro insere-se em uma atual tendência generalizada da indústria da informação de armazenar os dados “na nuvem”, ou seja, em um servidor remoto que pode ser acessado de qualquer lugar onde seja possível uma conexão à Internet. Procure um especialista ainda hoje e atualize-se.

3 comentários sobre “Que tal uma planilha eletrônica portátil para o controle financeiro da sua empresa?

Deixe uma resposta