Lançamento de fluxo de caixa: conceitos importantes que toda empresa deve saber

lançamento de fluxo de caixa

Todas empresas geram lançamentos de fluxo de caixa como parte de seus lançamentos financeiros, mas o fluxo de caixa (movimentação líquida em caixa e equivalentes) pode também ser calculado como renda líquida mais depreciação e outros itens que não são propriamente de caixa.

Geralmente, a principal indústria de operações de uma empresa determina aquilo que é considerado um nível apropriado de fluxo de caixa; comparando-se o fluxo de caixa de uma empresa contra o de seus concorrentes da mesma indústria é uma boa forma de avaliar a saúde da sua situação de fluxo de caixa. Uma companhia que não esteja gerando a mesma quantidade de caixa que os seus concorrentes tende a perder quando o mercado passa por dificuldades.

Mesmo uma empresa que mostra-se lucrativa à luz de padrões contábeis pode ir para o buraco se não houver caixa à mão para pagar as suas contas. A comparação do volume de caixa gerado e o débito ainda não honrado, ou índice operacional do fluxo de caixa, ilustra a capacidade da empresa em honrar os seus empréstimos e pagamentos de juros. Se uma ligeira queda no fluxo de caixa trimestral de uma empresa é capaz de comprometer o pagamento dos seus empréstimos, essa empresa é portadora de um risco maior do que uma empresa com níveis de fluxo de caixa mais sólidos.

Leia também:  Contas a receber de uma empresa: como funciona

Ao contrário dos ganhos relatados, o fluxo de caixa deixa pouco espaço para manipulações. A não ser que esteja comprometido por uma fraude explícita, esse lançamento conta toda a história do fluxo de caixa: a empresa tem dinheiro ou não tem.

O caixa é um dos maiores lubrificantes da atividade de negócios, mas há certas coisas que o fluxo de caixa não esclarece. Por exemplo, ele não nos revela o lucro obtido ou perdido durante um período específico: a lucratividade é também composta de coisas que não são baseadas no caixa. Isso é verdadeiro até mesmo para números em lançamentos de fluxo de caixa tais como “acréscimo de caixa proveniente de vendas menos despesas,” o qual pode parecer uma indicação de lucro mas não é.

Como ele não conta toda a história da lucratividade, o fluxo de caixa não constitui uma indicação precisa do bem-estar financeiro de uma empresa. Certamente, o lançamento de fluxo de caixa indica o que a empresa está fazendo com o seu dinheiro e onde o caixa está sendo gerado, mas isso não reflete a inteira condição financeira da empresa. O lançamento de fluxo de caixa não dá conta dos passivos e ativos, os quais são registrados no balanço geral. Além do mais, contas a receber e contas a pagar, dois itens que podem assumir um volume bem grande em uma empresa, também não são refletidos no lançamento do fluxo de caixa.

Em outras palavras, o lançamento de fluxo de caixa é uma versão compacta do talão de cheques da empresa, que inclui uns poucos outros itens que afetam o caixa, como a seção financeira, a qual mostra quanto a empresa gastou ou coletou na recompra ou venda de ações, o volume da emissão ou retirada de débito, e o montante que a empresa pagou em dividendos.

Leia também:  Por que um software de gestão financeira é fundamental para minha PME?

Como tantas outras coisas no mundo das finanças, o lançamento de fluxo de caixa não é uma verdade absoluta. É preciso compreender em que extensão uma empresa depende do mercado de capitais, e em que extensão ela depende do caixa gerado por ela própria. Por mais lucrativa que uma empresa possa ser, se não tiver o dinheiro para pagar as suas contas, ela estará em sérias dificuldades.

Ao mesmo tempo, ainda que investir em uma empresa que apresenta um fluxo de caixa positivo seja altamente desejável, também existem oportunidades em empresas que ainda não tenham um fluxo de caixa positivo. O lançamento de fluxo de caixa é apenas uma das peças do quebra-cabeças. Portanto, analisando-o juntamente com os outros lançamentos pode dar-lhe uma visão mais geral da saúde financeira de uma empresa. Ao fazer uma análise diligente do fluxo de caixa da empresa, você terá percorrido um longo caminho no sentido de remover o risco do seu investimento cair vítima de um estrangulamento de caixa.

2 comentários sobre “Lançamento de fluxo de caixa: conceitos importantes que toda empresa deve saber

Deixe uma resposta