Contas a receber de uma empresa: como funciona

contas a receber como funciona

Você estudou o mercado com atenção, fez um levantamento preciso dos detalhes de uma certa indústria em particular, colocou os prós e os contras na balança, e decidiu finalmente explorar esse nicho específico de negócios através da sua própria empresa. Os seus produtos e serviços atendem a um padrão mínimo de qualidade, a equipe de trabalho que você montou, seja ela de porte pequeno, médio ou grande, é composta de profissionais talentosos e motivados, enfim, o seu negócio reúne todos os ingredientes para ser bem sucedido e tornar-se lucrativo em um prazo razoavelmente curto de tempo.

As coisas, de fato, não são tão simples assim. As condições otimistas enumeradas acima são na verdade um resumo grosseiro de uma infinidade de detalhes que precisarão funcionar com a harmonia de um sofisticado mecanismo de relojoaria para que, no final, a sua empresa traga-lhe os resultados que você tanto deseja. Um detalhe importante é, porém, frequentemente ignorado, o qual tem levado as melhores ideias de negócios a um final prematuro e infeliz. Ainda que seja praticamente impossível nos dias de hoje trabalhar-se com vendas exclusivamente à vista, uma maioria de empreendedores deixa de aplicar métodos científicos e profissionais à administração das suas contas a receber.

As suas contas a pagar não envolvem um mistério tão grande assim: se você for um empreendedor consciencioso, você estará atento aos seus prazos de vencimento, e estará quitando-as pontualmente a cada mês (se você for do tipo distraído, não se preocupe, os seus credores logo estarão batendo à sua porta para refrescar a sua memória). Mas no que se refere às suas contas a receber, ainda que a dinâmica seja a mesma, você passará a situar-se do lado oposto do mesmo problema, ou seja, caberá a você assegurar-se de que os valores que lhe são devidos estejam sendo pagos em um fluxo constante e regular e – acima de todas as outras coisas – em volume suficiente para trazer ao seu negócio o oxigênio de que ele necessita para não acabar na UTI (ou no cemitério).

Ao optar por permitir que um volume significativo das suas vendas não sejam pagas à vista, você estará transformando-se para efeitos práticos em uma espécie de banqueiro, algo que nada tem a ver com a indústria onde você elegeu trabalhar, e que, se mal administrado, poderá levá-lo a uma crise de liquidez capaz de fechar as portas dos negócios mais lucrativos do mundo.

Leia também:  Gerenciamento de Crise: 4 dicas para superar a crise em 2016

Se o seu cliente paga à vista, o problema está resolvido quando ele vira as costas e vai embora. Se o seu cliente paga a prazo, o problema estará apenas começando quando o pedido for emitido. Dependendo do tamanho do seu negócio, talvez não valha a pena investir dinheiro e recursos na implantação de um departamento voltado exclusivamente para a administração do seu crédito ao consumidor. Uma empresa de porte pequeno, ou mesmo médio, pode muito bem administrar as suas contas a receber (além das suas contas a pagar) com a ajuda de um bom software de controle financeiro, uma ferramenta semelhante em sua aparência a uma planilha eletrônica do tipo Microsoft Excel que, além das contas já citadas, lhe fornecerá outras informações úteis em formato acessível e simplificado. E de preferência uma ferramenta capaz de ser acessada remotamente, pela Internet, reduzindo o peso incidente sobre a sua mala – e sobre o seu bolso.

Um comentário sobre “Contas a receber de uma empresa: como funciona

Deixe uma resposta